Emily Freeman

DevOps

Connect

Biografia

Emily Freeman cresceu no "pântano", como essa região é carinhosamente chamada por Trump. Com a política no sangue, ela lutou para realizar seu sonho de viver um episódio de The West Wing. Depois de quatro anos discutindo, o que resume perfeitamente o diploma de Ciências Políticas, deixou a escola decepcionada com o fato de as campanhas serem mais uma forma de recrutar jovens de 20 anos para viver na pobreza do que beber e jantar com os irmãos Koch.

Quando seus sonhos de diálogos ao nível de Aaron Sorkin e jantares com estrelas da Michelin se viram frustrados, Emily passou a dedicar-se à redação de notas e artigos para terceiros. Não, aqueles blogueiros que você lê que têm milhões de seguidores não escrevem seus próprios artigos. Lamento desapontá-lo.

Depois de muitos anos escrevendo, Emily teve uma crise existencial dos trinta e poucos anos e tomou a ousada (insana?) decisão de migrar sua carreira para a engenharia de software.

Sem nenhuma experiência, ela colocou sua filha de seis meses, seu cachorro cego e algumas caixas em seu carro esportivo, oposto à versão de carro de mãe ideal, para atravessar o país e se matricular em um curso de sete meses em uma escola de codificação.

Emily completou sete meses exaustivos de análises de código, programação em pares e aprendizado de Ruby em Rails. Nesse meio tempo, Emily se apaixonou por Denver, uma cidade tão vibrante quanto ela própria, e decidiu ficar por ali.

Emily é autora do livro DevOps for Dummies e curadora da JavaScript January – uma coleção de artigos sobre JavaScript que atrai 30.000 visitantes no mês de janeiro. Para obter mais informações sobre a história de Emily, visite Growth in Fear.

Qualificações

  • DevOps
  • Ruby
  • Java

Código, palestras e afins